Conheça 3 sinais do pescoço envelhecido e seus tratamentos

6 minutos para ler

Manter uma pele bonita, viçosa e saudável é o desejo de muita gente. Para isso, é preciso apostar em cuidados diários e recursos que evitam as rugas e as linhas de expressão. Pensando nisso, você sabe qual é o melhor tratamento para pescoço envelhecido?

Essa é uma parte do corpo que condena muito os sinais da idade. Muitas vezes, as pessoas têm o rosto bem lisinho, porém, o colo e o pescoço apresentam marquinhas indesejadas. Saiba que é possível reverter essa questão e tornar a região mais jovial.

Quer saber como? Então continue a leitura, pois é sobre isso que Joira Monte Bonfim, fisioterapeuta e cosmetóloga, e Rachel Araújo Ivo, fisioterapeuta dermato funcional, falam neste post. Acompanhe!

3 sinais de pescoço envelhecido

Você já reparou no seu pescoço? Como ele está? A pele está firme ou já apresenta uma textura diferente da que se lembra? É bem comum que as pessoas não reparem muito nessa área e foquem mais no rosto e em outras partes do corpo. Dessa maneira, quando percebem que ela está envelhecida ficam preocupadas. A seguir, confira os 3 sinais de que seu o pescoço está envelhecendo.

1. Redução no contorno

Um dos primeiros sinais de que o pescoço está envelhecido é a redução no contorno da mandíbula. Se antes o desenho era bem definido, hoje, apresenta uma certa indefinição e até mesmo volume, como a papada.

2. Flacidez

O motivo pelo qual há essa indefinição na linha da mandíbula se dá pela flacidez. Com o passar do tempo, o corpo não produz mais com eficiência as substâncias que dão firmeza e elasticidade à pele. O resultado é uma cútis flácida.

3. Rugas e linhas de expressão

Por conta da redução na elasticidade e na firmeza da pele é que surgem as rugas e as linhas de expressão. É comum formar as marcas tanto na vertical quanto acentuar as que já existem na horizontal.

Causas do pescoço envelhecido

Assim como as mãos, muita gente acha que o pescoço envelhece primeiro do que outras regiões, mas isso não é verdade. Segundo as nossas entrevistadas, o que acontece é que ele pode ser esquecido na hora da rotina de cuidados com a pele. O uso de sabonete específico, hidratantes, cosméticos anti-idade e protetor solar nem sempre é estendido ao pescoço.

É uma área muito exposta ao sol e a derme tem espessura mais fina, o que contribui bastante para o envelhecimento, caso não receba os devidos cuidados. Além disso, por ter uma quantidade menor de glândulas sebáceas, ela tem menor capacidade de se manter hidratada, o que promove o surgimento de rugas.

Outro fator que faz com que as marcas apareçam mais cedo é a nossa postura. Por conta de ficarmos mais tempo com a cabeça inclinada para a frente na hora de utilizar o celular, surgem mais linhas de expressão e flacidez.

Tratamento para pescoço envelhecido

Seu pescoço já apresenta sinais de envelhecimento? Se a resposta é sim, não pense que o seu caso está perdido. Hoje em dia, existem diversos tratamentos que podem reverter o quadro e deixar a pele com aparência mais jovem e bonita. Dê uma olhada:

Laser CO2 Fracionado

Ele é um dos mais indicados para quando a flacidez já está instalada. O raio do laser fracionado é divido em feixes menores, que desgastam algumas partes da pele. Dessa forma, a pele se regenera dessas “lesões”, apresentando menor flacidez e menos sinais de rugas. A recuperação é bem rápida, e já é possível notar diferença logo nas primeiras sessões.

Botox

A toxina botulínica, botox, é amplamente utilizada na área estética. Com certeza você já ouviu falar que ajuda a reduzir a aparência de rugas na testa, bigode chinês e pés de galinha, por exemplo. Mas você sabia que também dá para aplicá-la no pescoço?

Ela é indicada para pessoas que tendem a contrair muito o músculo do pescoço. Essas contrações causam pregas verticais e alteração no contorno da face. Apesar de muito eficiente, o seu efeito dura por cerca de 6 meses, ou seja, não é algo definitivo.

Peeling

O peeling promove uma descamação das camadas mais superficiais da pele, forçando o organismo a produzir as substâncias que dão elasticidade e firmeza à derme. O resultado é surgimento de uma cútis mais firme e com menos linhas de expressão.

Essa técnica pode ser química, feita com ácidos específicos, ou física, com jatos de cristais, por exemplo. A diferença na textura da pele pode ser notada nas primeiras sessões, sendo que podem ser necessárias de 6 a 8 sessões para resultados satisfatórios.

Adesivos de silicone

Os adesivos antissinais são placas de silicone grau médico hipoalergênico que retêm a hidratação na pele, fazendo com que os sulcos sejam preenchidos. Dessa forma, eles ajudam a amenizar as rugas e linhas de expressão, além de prevenir o surgimento de novas marcas, já que mantêm a pele esticada.

Essas placas têm tamanhos e formatos variados, podendo ser usadas em diversas partes do rosto, do colo e, inclusive, do pescoço. Veja o que Joice e Rachel têm a dizer sobre os benefícios de usar os adesivos antissinais:

Existem três coisas que fazem toda a diferença. A praticidade, já que você pode levar para onde quiser os adesivos e usar em qualquer horário do dia, pelo menos duas horas/dia e até para dormir. A segunda, é o custo-benefício, pois os adesivos podem ser lavados e reutilizados várias vezes. A terceira e não menos importante são que eles atuam de forma indolor, não invasivos e estão ao alcance do público.

Entenda melhor:

O tratamento para pescoço envelhecido tem como objetivo de reduzir a aparência das rugas e marcas de expressão, deixar a pele mais lisa, melhorar o contorno do rosto e prevenir a flacidez. Para prevenir o envelhecimento da região, as nossas entrevistadas recomendam os cuidados diários de beleza e o uso dos adesivos antissinais, como os da Supérbia.

E aí, ficou interessada em saber mais sobre os adesivos antissinais e adquirir os seus? Então entre em contato conosco, tire suas dúvidas e faça o seu pedido!

Créditos

Clínica Reviva e Duo Derma – Fortaleza.

Posts relacionados

Deixe um comentário