Cicatrizes hipertróficas: o que são e como tratar

6 minutos para ler

Durante a vida, é comum que o nosso corpo adquira cicatrizes de vários tipos, mas algumas são mais visíveis e difíceis de tratar do que outras. Por exemplo, você já ouviu falar sobre as cicatrizes hipertróficas?

Frequentemente confundidas com queloides, esse tipo de marca surge por uma alteração no processo de cicatrização e gera bastante desconforto estético para o paciente. A boa notícia é que os tratamentos para esse problema estão cada vez mais avançados, e você pode recuperar a área e obter resultados muito satisfatórios.

Neste post, vamos explicar um pouco mais sobre esse tipo de cicatriz e como ela pode afetar a autoestima, além de mostrar a experiência de quem apostou nas tiras de silicone para o tratamento. Continue lendo para conferir!

O que são cicatrizes hipertróficas?

Trata-se, basicamente, de marcas provocadas por uma produção excessiva de colágeno da pele em resposta a lesões. Elas podem aparecer após intervenções cirurgias ou ferimentos e são mais comuns em pessoas que não têm pele branca, como negros e asiáticos.

As cicatrizes hipertróficas se caracterizam por serem elevadas e tensas, ficando restritas às margens da lesão original, ou seja, não ultrapassam ao redor do trauma. Essas marcas costumam se manifestar a partir da segunda semana de cura da lesão e podem apresentar coceiras, vermelhidão e dores. Em alguns casos, elas retrocedem espontaneamente com o tempo.

A administradora Gabriela Del Santo, de 41 anos, viu suas cicatrizes hipertróficas surgirem após uma cirurgia de prótese de mama. Na época, seu médico não achou necessário o uso de adesivos de silicone para a recuperação, mas ela notou que, com o tempo, a cicatriz começou a ficar estranha, o que acabou exigindo uma nova cirurgia.

Como diferenciá-la de outros tipos de cicatrizes?

Como dissemos, é muito comum que as pessoas confundam as cicatrizes hipertróficas com queloides, mas os dois tipos apresentam diferenças claras.

Queloides são cicatrizes que apresentam um crescimento anormal, indo além dos limites da própria lesão e, muitas vezes, causando desconforto. Já as cicatrizes hipertróficas têm uma textura mais elevada em relação à pele ao redor, mas ficam restritas ao local da lesão.

Além dessa área de extensão, outra diferença importante é que o queloide não retrocede naturalmente e é mais difícil de eliminar. Também, ele apresenta um alto risco de reaparição, mesmo após processos cirúrgicos de eliminação.

É possível prevenir o seu aparecimento?

Você pode, sim, evitar a formação de cicatrizes hipertróficas. No caso de cirurgias, quando o paciente informa ao cirurgião que apresenta problemas de cicatrização, este adotará medidas preventivas tanto na técnica de cirurgia e no tipo de sutura quanto na manipulação excessiva e no traumatismo nos tecidos.

Durante o pós-operatório, o paciente também será aconselhado a utilizar um gel ou placas de silicone para prevenir o aparecimento das cicatrizes. Inclusive, foi o que aconteceu com a Gabriela. Após a segunda cirurgia, o seu médico recomendou que ela utilizasse somente o adesivo de silicone para prevenir o problema.

Desde o dia em que tirei o curativo, só utilizo o adesivo e a cicatriz melhorou visivelmente, quase não aparece mais.

Ao voltar ao médico, depois de um mês e meio de tratamento, ela confirmou que dessa vez, com o uso dos adesivos, a recuperação foi muito melhor.

Como as cicatrizes hipertróficas podem afetar a vida das pessoas?

Cicatrizes muito aparentes podem afetar diretamente a autoestima do paciente. Nossa cliente, a Gabriela, relata que antes do tratamento com os adesivos de silicone ela não se sentia confortável em usar biquíni, ou mesmo em ir à praia. Hoje, com os resultados do tratamento, ela se sente muito mais tranquila em relação ao seu corpo.

Como o uso dos adesivos aconteceu na segunda cirurgia, meu sentimento foi de alívio. Vi o adesivo funcionando e a cicatriz ficando bonita em poucos dias. Com isso, fiquei animada e fiz um outro teste. Tenho duas cesárias, e uma das pontas ficou alta. Resolvi colocar o adesivo e, como resultado, a cicatriz abaixou.

Por que utilizar as tiras e placas de silicone da Supérbia?

As tiras e placas de silicone são simples de utilizar e podem ser aplicadas de forma indolor em qualquer parte do corpo. Assim como a Gabriela, Jefferson Eduardo da Silva Trega utilizou os adesivos da Supérbia após um acidente de trabalho que deixou o seu braço esquerdo com uma grande ferida.

O tratamento foi uma recomendação do seu cirurgião plástico. Após o acidente, ele precisou passar por dez procedimentos cirúrgicos e, nos últimos 7 meses, fez uso das fitas de silicone para eliminar as cicatrizes hipertróficas.

Posso dizer que a fita Supérbia ameniza e muito essas cicatrizes. Hoje em dia, após o uso, elas estão bem mais baixas e bastante hidratadas. Para mim, o uso foi excelente e eu o indico para todos que passam pelo mesmo problema.

A Gabriela é ainda mais enfática quanto aos resultados constatados:

Sempre usei os produtos de rosto da Supérbia e também adorei os adesivos para cicatrizes. Com uns 15 dias comecei a ver diferença. Hoje, com dois meses, vejo uma diferença gritante. Com o uso, apenas confirmei que realmente é algo que funciona, e recomendo. O produto é superconfiável, fácil de comprar pelo site, não tem química, tem um bom custo-benefício, é simples de utilizar e os resultados são vistos em pouco tempo.

Como usar as placas e as fitas adesivas da Supérbia?

As placas e fitas adesivas de silicone da Supérbia devem ser aplicadas diretamente na cicatriz, e não precisam de nenhum medicamento adicional. São produzidas com silicone grau médico e atuam na hidratação contínua, além de proporcionarem uma pequena compressão, auxiliando o processo de redução da espessura e melhorando a coloração, textura e uniformidade da região tratada.

Bom, como vimos, as cicatrizes hipertróficas são lesões provocadas por uma produção de colágeno desregulada, que deixa a marca elevada e compromete a estética. Apesar de elas serem confundidas com os queloides, seu tratamento é mais simples e é possível ter resultados satisfatórios na textura da pele.

As fitas e placas de silicone da Supérbia podem auxiliar essa melhora e são aprovadas e recomendadas por nossos clientes. Além de reduzirem a espessura e altura das cirurgias, elas hidratam a região, deixando a pele mais bonita e melhorando a autoestima do paciente. Entenda melhor:

E aí, gostou desta leitura? Entre em contato conosco e conheça melhor os nossos produtos!

Posts relacionados

Deixe um comentário