Conheça 6 opções de tratamento para rugas nos olhos!

Conheça 6 opções de tratamento para rugas nos olhos!

2 de agosto de 2019 0 Por admin

O processo de envelhecimento da pele traz consigo mais responsabilidades quanto ao cuidado que ela pede. Além da habitual limpeza, hidratação e proteção contra os raios solares e demais fatores externos, o aparecimento de rugas no rosto exige uma atenção a mais e um tratamento para rugas nos olhos é muito procurado por sua eficácia e incríveis resultados.

Quase inevitáveis, os “pés de galinha”, como são popularmente conhecidos, embora não restritos à fase adulta ou à terceira idade, formam-se ao redor dos olhos e estão diretamente relacionados à diminuição da produção de colágeno, resultante do envelhecimento.

Felizmente, métodos já foram desenvolvidos a fim de tratar as rugas nos olhos de diversas maneiras, desde as mais invasivas até as mais suaves e não invasivas. Quer conhecer algumas? Então siga a leitura!

1. Rotina de cuidados (método não invasivo)

A melhor defesa é o ataque, certo? Nesse contexto, o ataque representa a prevenção. A pele é uma das regiões mais sensíveis do corpo e, por isso, exige cuidado desde cedo. Além da exposição ao sol, deve-se proteger contra outros fatores, como a poluição ambiental. Logo, usar protetor, principalmente entre 10h e 16h, e manter uma rotina de cuidados com a cútis é fundamental para prevenir o aparecimento de rugas.

O uso cotidiano de diversos produtos e a manutenção de alguns hábitos como o protetor solar, além de manterem o rosto mais bonito e jovial, garantem que os sinais de envelhecimento apareçam cada vez mais tarde. Na hora de escolher esses produtos, atente à sua composição, pois alguns ingredientes são indispensáveis para atingir esse objetivo:

  • Vitamina C: potencializa a renovação celular, é antioxidante, ajuda a clarear as olheiras e estimula o colágeno e a elastina;
  • Ácido kójico: ativa a circulação e o clareamento da área, combatendo o escurecimento e o inchaço na região;
  • Pantenol: possui alto potencial de regeneração e umectação, proporcionando uma pele mais hidratada e suavizando marcas de expressão.

2. Adesivos antissinais (método não invasivo)

Essa opção é extremamente prática. Com ação super-rápida e notória, os adesivos antissinais são compostos de silicone e ajudam a evitar a formação das rugas. Seu diferencial é a enorme facilidade com que podem ser utilizados: basta aplicá-los na região onde deseja e deixá-los por, pelo menos, duas horas.

Além de combaterem o envelhecimento, os adesivos também hidratam, selam os poros e não possuem efeitos colaterais. E o melhor: eles podem ser reutilizados! Por isso, tome bastante cuidado ao colocá-los e retirá-los do rosto. Simples, não?

3. Exercícios de ginástica facial (método não invasivo)

Essa técnica auxilia não só a amenizar as rugas na região dos olhos, mas também a preveni-las. No entanto, ela pede disciplina: os exercícios devem ser realizados todos os dias. A prática garante mais firmeza à pele, mas deve ser combinada a uma alimentação equilibrada e à prática de atividade física para efeitos mais concretos.

4. Aplicação de laser (método invasivo)

O tratamento com laser, que geralmente inclui de 2 a 3 sessões, provoca a renovação celular por meio da tecnologia Fotona 4D, que é a junção dos Nd-YAG e Erbium. O processo também estimula a produção de colágeno e a oxigenação celular, responsáveis por proporcionar menos flacidez e até clarear a pele.  

Além dele, pode-se fazer uso da luz intensa pulsada, mais específico e indicado para pessoas com olheiras muito escuras. Neste caso, indica-se até cinco sessões, já que sua ação é mais leve em comparação ao laser.

5. Uso de botox (método invasivo)

Diferentemente dos processos de peeling e laser, o botox não é um tratamento de ressurfacing. Isso porque, em vez de desgastar e renovar a pele, a toxina botulínica serve para aliviar a tensão da musculatura facial e suas contrações. Vale destacar que, se, além das rugas, o paciente desejar melhorar o aspecto flácido, olheiras etc., da região, outras técnicas precisam ser aplicadas.

O resultado dura de quatro a seis meses, pois é absorvido pela pele com o passar do tempo.

6. Aplicação de peeling

Tratamento muito comum em clínicas de estética, o peeling consiste em um processo de desgaste seguido de renovação natural da pele: ressurfacing. Sua aplicação depende do tipo e da cor da pele do paciente. Para a região dos olhos, os mais indicados são os peeling de Fenol ou Ácido Tricloroacético.

Ele ajuda no rejuvenescimento e clareia manchas da face, estimulando a produção de colágeno e atenuando rugas finas. Alguns tipos são invasivos e outros, não.

Além das rugas, como amenizar as bolsas abaixo dos olhos?

Formadas pela retenção de líquido, as bolsas advêm de uma má alimentação, do baixo consumo de água, do excesso de álcool ou de gordura ou até de fatores genéticos.

O ideal é apostar em loções hidratantes específicas para a área com composição rica em ingredientes como os já citados anteriormente e outros, como, por exemplo, cafeína, retinol e ácido tioglicólico. Uma boa opção é o adesivo antissinais que, ajuda não só a prevenir os sinais de envelhecimento da pele, como a mantê-la mais firme e hidratada. Ele é prático, confortável e até aumenta a uniformidade da cútis, tornando-a mais lisa.

Assim como no caso das rugas, também há métodos mais invasivos, como a cirurgia para remoção das bolsas, que consiste na reposição do volume da área abaixo da bolsa por meio do preenchimento com ácido hialurônico.

As dicas informadas comprovam, mais uma vez, que não há idade para se cuidar. É fundamental manter uma dieta saudável e uma rotina de exercícios para que os sinais de envelhecimento (não apenas os visíveis) sejam cada vez mais retardados.

Por outro lado, nunca é tarde para começar! Analise quais métodos de tratamento para rugas nos olhos são os mais assertivos para seu dia a dia e comece a colocá-los em prática. Se quiser começar com calma, comece pelas opções que não são invasivas. Ademais, lembre-se sempre de que produtos destinados à saúde da pele devem ter sempre sua alta qualidade atestada. Logo, pesquise muito e só compre de marcas competentes e confiáveis!

E então, gostou do conteúdo e das dicas? Que tal conferir os adesivos antissinais?