Entenda a importância do colágeno na pele!

Entenda a importância do colágeno na pele!

21 de janeiro de 2019 0 Por admin

Você realmente sabe o que é o colágeno e por que ele é importante para deixar sua pele mais bonita? A seguir, vamos explicar tudo o que você precisa saber sobre a importância do colágeno na pele e como você pode estimular a produção dessa proteína.

O colágeno é produzido naturalmente pelo corpo e responsável por deixar nossa pele mais estruturada, firme e com elasticidade. Além disso, ele também alimenta músculos, ligamentos, tendões e articulações. 

Contudo, a partir dos 25 anos, a formação natural dessa proteína diminui, tornando-se necessárias algumas medidas para estimular essa produção. Continue a leitura para entender como minimizar sua perda e quais medidas são essas!

Quais os benefícios do colágeno na pele?

O colágeno compõe a maioria dos tecidos e órgãos do corpo humano e fornece inúmeros benefícios aos cabelos, unhas, cartilagens e ossos. Na pele, ele representa 70% de toda a proteína e é responsável por conferir resistência, firmeza e elasticidade.

Com o passar dos anos, o corpo perde a capacidade de sintetizar as fibras colágenas, o que pode resultar em uma pele flácida, fina, desidratada e envelhecida, notando-se a presença das temidas rugas e marcas de expressão, como os “pés de galinha” e o “bigode chinês”.

Quais hábitos evitar para minimizar a perda da proteína?

É preciso entender que a perda do colágeno é um processo natural do organismo, contudo, alguns fatores intrínsecos e extrínsecos podem acelerar esse processo, causando um envelhecimento precoce da pele. Confira quais hábitos devem ser evitados:

  • dietas restritivas com poucas fontes de proteína, como carnes brancas e vermelhas;

  • consumo exagerado de açúcar;

  • tabagismo;

  • exposição ao sol em excesso e sem proteção;

  • estresse.

Entre os maiores vilões no processo de perda do colágeno está a exposição ao sol sem proteção. Os raios solares destroem as fibras de colágeno, levando ao envelhecimento precoce e deixando a pele mais fina, amarelada, com rugas e poros dilatados.

Outro hábito que precisa ser vencido é o tabagismo. Isso porque o cigarro diminui os níveis de vitamina C, gerando os radicais livres, responsáveis por destruírem as fibras de colágeno e impedirem a formação de novas fibras.

Quando deve ser feita a reposição do colágeno?

A redução da proteína no organismo é gradual e se inicia aos 25 anos, quando a pele fica mais flácida e começa a apresentar as primeiras rugas.

Já aos 50 anos, a produção apresenta uma queda drástica e apenas 35% do colágeno total é produzido de forma natural pelo corpo. As mulheres são quem mais sofre com essa perda, devido à menor produção do hormônio estrogênio durante a menopausa.

Para diminuir os efeitos da perda, é importante, portanto, manter uma alimentação saudável e rica em fontes de proteína. Quanto à suplementação, não existem regras e, de maneira geral, ela é indicada para quem tem uma alimentação deficitária e está exposto aos agentes que aceleram o processo de degradação do colágeno, como o sol e o fumo.

Como pode ser feita a reposição?

A reposição do colágeno pode ser feita tanto por meio da alimentação quanto por suplementos e dermocosméticos que auxiliam na produção da proteína.

Alimentação

Alguns alimentos são fonte de colágeno e contribuem para a reposição da proteína no organismo. Os alimentos mais ricos são aqueles de origem animal, como carnes e gelatinas incolores. Confira algumas dicas de alimentos:

  • carnes vermelhas;

  • peixes;

  • ovos;

  • leite e derivados, como os iogurtes;

  • queijos brancos;

  • frango sem pele.

É válido destacar que o consumo de alimentos ricos em colágeno é mais eficaz quando associado a uma alimentação saudável rica em vitaminas e minerais, como o cobre, selênio, zinco e silício.

Para quem é vegetariano ou vegano, também é possível repor a proteína, contudo, é extremamente importante realizar um acompanhamento com um profissional de saúde que poderá indicar uma dieta equilibrada.

Nesses casos, o ideal é consumir alimentos ricos em proteínas vegetais e fontes de vitamina C. Um bom exemplo são os cereais como milho, trigo, aveia e arroz, assim como leguminosas, como a lentilha, feijão, soja, grão-de-bico etc.

Suplementos

Já quem deseja repor o colágeno por meio de suplementos pode encontrar a proteína disponível em várias apresentações com pós, balas, chocolates, shakes, gelatinas e cápsulas.

O colágeno presente nos suplementos é, normalmente, extraído dos ossos e cartilagens de animais e hidrolisado, ou seja, passa por um processo de quebra pela água das moléculas de proteína, para que possa ser absorvido mais facilmente. As fórmulas em pó são as mais eficazes.

Cosméticos

O uso diário de dermocosméticos é um excelente aliado para incentivar a produção de colágeno. Alguns ativos antioxidantes como a vitamina C, quando concentrados, deixam a pele mais hidratada, diminuindo a degradação da proteína.

O ácido retinoico e seus derivados também são muito eficazes em retardar o envelhecimento e estimular a produção de colágeno, porém, devem sempre ser indicados por um médico dermatologista.

Quem tem pele madura deve apostar em cremes noturnos. Opções de cremes pró idade com antioxidantes, ácido hialurônico e ácido glicólico são muito indicados para impedir a destruição das fibras e estimular uma maior produção da proteína.

Tratamentos estéticos

É possível encontrar, também, diversos tratamentos estéticos que estimulam a produção natural de colágeno na pele e podem ser realizados em clínicas dermatológicas ou de estética.

Um exemplo é a radiofrequência, que utiliza ondas de calor, aquecendo os tecidos e estimulando a produção de novas fibras. Além de proporcionar uma pele mais firme, esse procedimento também é indicado no tratamento de celulite e gordura localizada.

O laser de CO2 fracionado também é uma opção. Ele remove a camada superficial da pele, estimulando a produção de novas células e fibras de colágeno, deixando a pele mais renovada, saudável e bonita.

O colágeno é uma proteína muito importante para que sua pele fique firme, saudável e com elasticidade. Apesar da perda natural da proteína, é possível encontrar diversas formas de repor o colágeno na pele e mantê-la sempre bonita.

Tenha uma alimentação balanceada e rica em proteínas e invista em dermocosméticos que cuidem da sua pele. Não se esqueça de buscar marcas que estejam sempre antenadas no mercado. Esse é o caso da Supérbia, que acredita que a beleza deve vir de dentro para fora.

Quer conhecer mais sobre os nossos produtos de cuidados com a pele? Confira nossa linha completa!