Descubra como identificar os sintomas de estresse na pele

7 minutos para ler

Envelhecer é um processo natural dos seres vivos e não há como pará-lo. Entretanto, dá para fazer com que ele aconteça da melhor maneira possível. Como? Reduzindo os fatores que levam ao envelhecimento precoce. Pensando nisso, você sabe quais são os sintomas de estresse na pele?

Não é à toa que o estresse é considerado “o mal do século”. Essa condição reflete em toda a nossa saúde, seja mental ou física. Inclusive, a nossa pele sofre muito. Por isso, é preciso se manter longe dele se você quiser ter mais qualidade de vida e bem-estar.

Neste post, explicamos como o estresse pode afetar a aparência da pele, como perceber os sinais de que isso está acontecendo e como evitar que ocorra. Para conferir, basta continuar lendo. Vamos lá?

O que é o estresse?

O estresse é algo natural do ser humano. Na verdade, ele é necessário para a nossa sobrevivência. Os nossos antepassados viviam situações de ameaça que faziam o corpo responder de uma maneira mais reativa para sobreviver aos possíveis ataques.

Por exemplo, ao ver um animal feroz, o organismo se prepara para a fuga aumentando a frequência cardíaca, a pressão arterial e o desempenho muscular. No entanto, esses fatos aconteciam de vez em quando. Hoje em dia, o corpo interpreta diversas ocorrências como ameaças — a pressão no trabalho, o trânsito e a correria da rotina.

A partir daí, o que era algo benéfico passou a ser prejudicial ao corpo. Toda a descarga de hormônios que o organismo tem nessas situações o afeta diretamente. Além dos problemas emocionais, o estresse pode levar ao aumento ou perda excessiva de peso, queda de cabelo, insônia e envelhecimento precoce.

Como o estresse age na pele?

A pele que sofre com o estresse recebe descargas constantes de hormônios como adrenalina, cortisol e prolactina. Essas substâncias são necessárias ao corpo, mas, em excesso, como no estresse crônico, elas potencializam a inflamação do organismo.

Esse processo inflamatório constante faz com que as nossas células tenham um tempo de vida menor, além de suas atividades serem reduzidas. O resultado é o envelhecimento precoce dos tecidos, incluindo a pele. Outro fator que prejudica bastante é que uma das respostas às situações de estresse é a redução do fluxo sanguíneo.

O corpo leva o sangue para os órgãos vitais e necessários para combater a ameaça. Desse modo, a circulação sanguínea na pele fica comprometida, diminuindo a entrega de oxigênio e nutrientes imprescindíveis para que a derme se mantenha saudável.

O estresse também causa o aumento da produção de radicais livres, substâncias que aceleram o envelhecimento das células.

Quais são os sintomas de estresse na pele?

Muitas vezes, as pessoas não relacionam os problemas na pele com o estresse, porque são sinais comuns do envelhecimento. Porém, quando ocorrem precocemente, precisamos ficar atentos. A seguir, confira alguns sintomas de estresse na pele.

Manchas

As manchas na pele causadas pelo estresse têm a ver com o aumento do cortisol e da prolactina. Essas substâncias aumentam a produção de melanina causando a hiperpigmentação da derme.

Rugas e flacidez

Rugas, linhas de expressão e flacidez são sinais muito comuns em quem vive sob estresse. Isso acontece porque os radicais livres favorecem o envelhecimento das células e os hormônios reduzem a produção de colágeno.

Aumento da oleosidade e desidratação

Uma das primeiras coisas que acontecem quando estamos nervosos é a transpiração. O suor excessivo pode levar ao aumento da oleosidade e, consequentemente, da formação de espinhas e cravos. Além disso, ele pode desidratar a pele, fazendo com que perca o viço.

Piora de problemas dermatológicos

O estresse não só causa o envelhecimento da pele, mas também pode levar à piora de problemas dermatológicos já existentes como eczemas, urticárias, alopécia, psoríase, dermatite e acne.

Como prevenir o envelhecimento precoce causado pelo estresse?

Como mostramos, o estresse causa um desequilíbrio no organismo e um processo inflamatório crônico. Com isso, todo o corpo sofre, comprometendo a nossa saúde. Entretanto, é possível conter os danos, ter mais qualidade de vida e uma pele mais bonita. Confira as dicas.

Tenha uma alimentação saudável

Uma alimentação equilibrada pode ajudar a amenizar os efeitos do estresse de diversas maneiras. Os antioxidantes presentes nos vegetais são capazes de combater os radicais livres, por exemplo.

Além disso, aumentar o consumo de frutas, verduras e legumes e diminuir a ingestão de alimentos processados reduz a inflamação do organismo. Sendo assim, opte por ter um cardápio balanceado e nutritivo.

Não se esqueça de beber água nas quantidades adequadas, pois a hidratação da pele começa de dentro. O cálculo para saber a quantidade de água de que você precisa diariamente é bem simples. Basta multiplicar o seu peso corporal por 35. Por exemplo: 50 kg x 35 ml = 1750 ml.

Pratique atividades físicas

A prática regular de atividades físicas faz com que o corpo produza substâncias responsáveis pelas sensações de prazer e bem-estar, reduzindo o estresse. Além disso, ela ajuda na circulação sanguínea possibilitando que os nutrientes e o oxigênio cheguem à pele, mantendo-a saudável.

Mantenha a saúde mental

Um dos primeiros passos para reduzir os sintomas de estresse na pele é, justamente, enfrentar a causa do problema, ou seja, o próprio estresse. Muitas vezes, nos deparamos com essa situação, mas falta tomarmos coragem para combatê-la.

Por isso, se você sente que está estressado, procure por ajuda profissional. Lembre-se de que a saúde mental também é muito importante para a saúde física, pois as duas estão interligadas.

Tenha uma rotina de cuidados com a pele

Manter uma rotina de cuidados também é uma das maneiras de amenizar as consequências do estresse na pele. Limpar, tonificar, hidratar e tratar são passos que devemos fazer todos os dias para ter uma derme sempre bonita e viçosa.

Utilize os Adesivos Antissinais Supérbia

Os Adesivos Antissinais Supérbia são placas de silicone que ajudam a suavizar e prevenir manchas, rugas, marcas de expressão e linhas do sono. Eles retêm a hidratação natural da pele, promovendo um toque suave e macio à derme.

Após utilizar a Loção Facial de Limpeza Supérbia, que é adequada para todos os tipos de pele, aplique os adesivos sobre a área desejada. É indicado o uso por, pelo menos, duas horas diárias, podendo dormir com o produto.

Sabemos que para evitar os sintomas de estresse na pele é necessário tomar alguns cuidados. Por isso, tenha um estilo de vida saudável e cuide do seu emocional. Assim, você poderá prevenir o envelhecimento precoce e manter uma pele jovial por mais tempo.

Gostou do nosso post? Deixe um comentário com as suas impressões. Isso é muito importante para que a gente traga conteúdos mais interessantes para você!

Posts relacionados

Deixe um comentário